PostHeaderIcon Círio 2011 deve trazer mais de 73 mil turistas a Belém

Avaliação do Usuário: / 0
PiorMelhor 

O Pará deve receber em 2011 mais de 73 mil turistas durante a programação do Círio de Nazaré. A previsão é da Companhia Paraense de Turismo (Paratur) e do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA), que acreditam que este ano os gastos dos turistas devem ultrapassar U$ 26 milhões. Os dados foram apresentados na manhã desta segunda-feira (5) à imprensa, durante entrevista coletiva concedida pelo presidente da Paratur, Adenauer Góes, pelo estatístico do Dieese, Roberto Sena, com participação de representantes da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav-PA), da Associação Brasileira de Indústria de Hotéis (ABIH-PA), entre outros.

Adenauer Góes abriu a coletiva apresentando, com apoio do estatístico da Paratur, Admilson Alcântara, uma pesquisa do perfil do turista do Círio de 2010, ainda inédita. O estudo, que contou com 800 entrevistados durante três dias, nos principais pontos turísticos de Belém, mostra que o principal destino de origem desses turistas foi Rio de Janeiro (15.8%), seguido de São Paulo (15.6%), Maranhão (13,2%) e Ceará (8,2%). Do total de turistas, 51% são do sexo feminino e 49% do sexo masculino. A maior faixa etária do turista do Círio é de 35 a 50 anos (36%), e a segunda de 26 a 34 anos (21,4%), sendo que a faixa etária da pesquisa identificou turistas entre 18 e 65 anos de idade.

“Esses números são fundamentais para efetuarmos o planejamento das ações em torno da promoção do Pará, e o Círio é um dos eventos que pautam essa divulgação e planejamento. A  ideia da Paratur é retomar a promoção e divulgação do Círio o ano todo, torná-lo cada vez mais uma atividade econômica ligada ao turismo”, disse Adenauer, ao informar que Estados Unidos e França são os principais países emissores de turistas para o Pará durante a festa religiosa.

Outro detalhe apresentado na pesquisa é que o número de turistas na época do Círio vem aumentando. Em 2001 estiveram em Belém 37 mil turistas, sendo 3 mil do exterior e 34 mil de outros pontos do Brasil. Em 2010, o número de turistas subiu para 69 mil,  e para este ano a estimativa da Paratur e do Dieese é receber mais de 73 mil (a maioria do Brasil).

Roberto Sena destacou a parceria com a Paratur, por meio de seu Setor de Estatísticas, um trabalho desenvolvido em parceria há 12 anos, envolvendo pesquisas e estatísticas que servem como diretriz para políticas públicas e ações da iniciativa privada na área de turismo. “Abrir cada vez mais portas para o turismo, seja receptivo, religioso,  de negócios”, ressaltou Sena, para quem os dados servem para incentivar as empresas na criação de pacotes para o Círio, e assim contribuir com a geração de emprego e renda.

A estratégia foi elogiada por Rose Larrat, presidente da Abav, para quem essas diretrizes facilitam a comercialização do Círio. Para ela, a promoção é também um importante pilar entre essas estratégias.

Economia - Em termos de previsão de gastos, as análises feitas mostram que, no Círio de 2001, os turistas deixaram no Pará cerca de  U$ 7 milhões.  Em 2010,  o gasto foi de cerca de U$ 25 milhões. A previsão para este ano é girar em torno dos U$ 26 milhões. Esta previsão mostra um crescimento de 7%.

Uma boa notícia para os envolvidos na cadeia produtiva do turismo, que têm o Círio como forte evento do segmento religioso, é que 98,2% dos entrevistados expressou desejo de voltar à festa.

Cerca de 2 milhões de romeiros participam do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, sempre no segundo domingo de outubro. O evento, considerado a maior manifestação católica do país, é o mais forte atrativo turístico da capital do Pará, Belém. Ao longo de todo o ano a Paratur leva a temática aos grandes eventos, feiras e salões de turismo do Brasil e de outros países, para fortalecer a cultura, a religiosidade e o segmento turístico no Pará.

Benigna Soares- Paratur

Círio 2011 deve trazer mais de 73 mil turistas a Belém